2 de outubro de 2018

O PRIMEIRO CARRO A GENTE NUNCA ESQUECE

  e arquivado em    


Olá leitores, vamos chegando com mais uma postagem por aqui e hoje quero falar sobre um assunto muito especial, a compra do nosso primeiro carro e contar como foi a minha experiência com meu primeiro carro usado.



Acredito que todos nós sonhamos com o dia de completar dezoito anos e finalmente nos matricular na autoescola, pelo menos comigo foi exatamente assim! Como meu pai é motorista desde muito nova já tive algumas noções de direção mas o principal fato que me deixava tão ansiosa pelas aulas de autoescola era de um dia conseguir comprar meu próprio carrinho e ter minha tão sonhada liberdade!

Eu simplesmente sonhava a noite, que estava dirigindo rs, era algo que sempre quis muito mesmo, desde muito nova comecei a trabalhar para conquistar meu próprio dinheiro, paguei meus estudos com ajuda dos meus pais mas sempre tomei a frente da minha independência, e não há nada melhor do que podermos ir para qualquer lugar, a qualquer momento e com muita agilidade sem precisar pedir ou esperar por alguém.
Fiz as aulas a noite e aos finais de semana porque durante a semana trabalhava, foi bem cansativo mas sempre foi um grande sonho meu.



Pretendo fazer em breve um post dando dicas de como economizar um dinheirinho para investir em algo que queremos muito, mas o foco do post hoje será mesmo a aquisição do primeiro carro, que na maioria das vezes são os carros seminovos.


Acho que a melhor opção é um carro usado, lógico que se a pessoa tiver condições de adquirir um novo ótimo, mas com minha experiência acho que quando estávamos em fase de aprendizado, vale a pena investir nos seminovos, que inclusive com certa pesquisa é possível encontrar ótimas opções.

Me lembro até hoje das “barbeiragens” haha normais de quem acabou de pegar a habilitação! Já deixei morrer no sinal, já suei frio tentando estacionar... também passei apuros em ruas mais inclinadas... e já bati o meu carrinho uma vez bem no começo e foi tenso, sim apenas uma vez tanto eu quanto o segundo carro envolvido tivemos culpa, enfim. Depois que passar e olhamos para trás damos risada, é uma fase incrível mas é claro exige atenção e cuidado, carro e direção precisam ser levadas a sério!



Enfim, a vida muda muito depois da tão sonhada liberdade ser adquirida, há mais responsabilidades com certeza, mas vale a pena o esforço.

Meu primeiro carro foi um modelo Celta 1.0 beeem basiquinho na cor vermelha, muito econômico para rodar na cidade, por muito tempo trabalhei em uma cidade vizinha a minha e nada como um carro usado e econômico para o dia-a-dia.

Fora o celta existem várias opções de carros usados para quem está pensando em comprar seu primeiro veículo, tem o Gol, Ford Ká, Classic pra quem gosta de sedan, enfim, vai do gosto e das possibilidades financeiras de cada um.

Existem muitas opções de loja, mas vale pesquisar bastante e escolher uma de confiança, a LitoralCar por exemplo é um site excelente que você pode comprar e anunciar veículos, tem muitas opções e já no site é possível filtrar modelo, consultar as promoções... etc, para quem quiser conhecer vou deixar o link logo abaixo:



Há, outra dica legal para quem acaba de comprar o primeiro carro é investir num seguro legal, independente do carro ser financiado ou não pois hoje em dia a questão da segurança é bem complicado e infelizmente precisamos estar sempre preparados.



E esse foi o post de hoje, eu espero muito que tenham gostado da minha história, quis dividir com vocês e dizer principalmente que todo esforço vale a pena e será recompensado.

Um beijo grande e até o próximo post!


Fonte imagens: Pixabay

12 de setembro de 2018

SAIBA O QUE É A CURCUMA

  e arquivado em    


Olá leitores, estou chegando com mais um posto aqui pelo blog e hoje vamos conversar um pouquinho sobre a cúrcuma, já conhece? Nunca ouviu falar?! Então não perca esse post porque você irá se surpreender com essa raiz.



Se você gosta de ficar ligado em dicas de beleza, gosta também de cuidar do seu corpo e não perde a oportunidade de conhecer novos produtinhos, essa postagem é para você!
Isso porque vamos falar um pouco sobre um assunto que gosto muito, saúde, e como bem sabemos ter saúde é sinônimo de beleza.

A cúrcuma é nada mais que uma planta medicinal, excelente fonte de ferro e manganês, vitamina B6, fibras e potássio. Possuí uma longa raiz – que olhando rapidamente é bem parecida com o gengibre, sua cor é laranja, e seu pó pode ser utilizado como especiaria na culinária, também é conhecida popularmente como açafrão-da-índia, açafrão-da-terra ou tumérico.

Imagem: Internet/Google


Benefícios da curcuma

Agora é a vez de falarmos mais sobre os benefícios da curcuma! Além de sua comum utilização na culinária, a cúrcuma possuí muitos benefícios devido as suas propriedades para a nossa saúde, como por exemplo:

- melhora problemas gastrointestinais
- controla febre
- tratar resfriados
- reduz o colesterol alto
- ajuda na perda de peso
- elimina vermes intestinais
- alivia inflamações da pele, como eczema, acne ou psoríase

E não para por aí, o princípio ativo da cúrcuma é a curcumina, que a tempos vem sendo estudada para ser utilizada em forma de gel ou pomada para tratamento de feridas na pele como queimaduras.

Forma de utilizar

A raiz da cúrcuma pode ser utilizada de várias formas diferentes, a dose recomendada é 3 gramas por dia pode ser ingerida, além de misturar o pó na comida para temperar, em forma de chá, amassando uma quantidade da raiz fazendo uma pastinha para aplicar em queimaduras, também é possível tomar a cúrcuma emcapsulas, aproveitando todos os seus princípios ativos a favor do seu metabolismo.

Chá de cúrcuma

Não há muito segredo na hora de preparar o chá, abaixo temos algumas dicas para preparo, confere só:

- Coloque a quantidade desejada de água para ferver,
- Após fervida, acrescente a curcuma no recipiente, diminua o fogo e deixe durante 10 minutos com o recipiente parcialmente tapado,
- Após esse tempo, coe o chá com o auxílio de um coador ou peneira,
- Pode adicionar mais ingredientes a gosto, como algumas gotas de limão, maça desidratada, canela.



O ideal é não utilizar açucares ou adoçantes, mas em todo caso pode-se adoçar com algumas gotas de Stevia ou mel.

Contra indicações

É claro que para tudo que ingerimos em excesso,  por conta disso os efeitos colaterais da cúrcuma estão relacionados com sua utilização excessiva, podendo causar irritação no estômago e enjoo.
Grávida ou mulheres que estão amamentando, pessoas que tem ulceras gástricas ou gastrite, não devem ingerir a cúrcuma.



E por hoje é isso pessoal, espero muito que gostado de aprender um pouco mais sobre a cúrcuma e suas propriedades.

Te espero no próximo post!



Curta nossa fanpage!