30 de setembro de 2016

SALVANDO A MÁSCARA DE HIDRATAÇÃO QUE NÃO GOSTEI

Sabe aquela máscara de hidratação que compramos, e depois de usar vemos que o resultado não deu certo? Hoje tem dica para aproveitar 100% e não jogar seu dinheiro fora!



Que atire a primeira pedra quem nunca comprou algum produto que não deu certo ou simplesmente não gostou! 
Comigo já aconteceu várias vezes, é o caso dessa máscara de hidratação da marca Naturrê de leite de cabra.

Não que ela seja ruim, o objetivo aqui não é difamar nenhum produto, mas para o meu cabelo não rolou. Não senti meus fios hidratados, depois que ele seca fica meio duro rs, enfim. Quem sabe para outra pessoa seja bom.
Nesse caso levei certa sorte pois paguei baratinho, comprei no mercado mesmo e se me lembro bem foi mais ou menos R$ 16,00.

Mas e quando o produto é mais caro? A raivinha é bem maior não é mesmo? Rs

Mas calma, hoje vim trazer dicas de como fazer misturinhas para que você não precise doar ou jogar sua máscara fora.

DICA 1

Bepantol ou similares



Acredito que todos já conheçam o produto, e por ter ação extremamente hidratante bastante adicionar uma tampa junto a quantidade que vai usar de máscara.
Aplique nos cabelos e deixe agindo, a máscara servirá de base para o Bepantol e o resultado será bem satisfatório. Essa mistura pode ser usar na etapa de hidratação do seu cronograma capilar.

DICA 2

Misturar com óleo de cocô



Na verdade você pode misturar a máscara com qualquer óleo vegetal 100% natural. Se a máscara que você comprou e não gostou for hidratante, você estará fazendo com essa misturinha uma hidronutrição. Tem post aqui no blog sobre ela, se quiser conferir é só CLICAR AQUI.

DICA 3

Misturar com o Yamasterol



Meu queridinho Yamasterol precisava estar aqui <3
Ele é de fato o creme mais multifuncional do mundo haha, amo de paixão, também tem post aqui no blog, só CLICAR AQUI e conferir o conteúdo. 

Amo a composição dele por se tratar de um creme livre de todos aqueles componentes que não fazem bem e só mascaram o efeito nos fios.
Você pode colocar num recipiente metade da máscara e metade de Yamasterol, mexer bem e aplicar nos cabelos e deixar agir. Ele com certeza vai salvar sua vida!

E essas foram as minhas dicas para salvar o produtinho, espero que ajude e se essa situação já aconteceu com você, comenta ali embaixo :D
Me diz se gostou das dicas!


Beijos lindonas!


28 de setembro de 2016

RESENHA | O ORFANATO DA SRTA. PEREGRINE PARA CRIANÇAS PECULIARES

  e arquivado em    

Um livro cheio de mistérios, suspense, aventuras, romance e ainda com uma pitada de humor. Como não amar?




Vou resenhar sobre um livro maravilhoso que terminei de ler ressentemente, o Orfanato da Sta. Peregrine para Crianças Peculiares conquistou o mundo, li tantas resenhas sobre ele que logo já entrou para minha listinha de leituras.

O legal é que comprei ele lá no site Amazon numa super promoção (capa mais simples) e paguei R$ 19,00.

SINOPSE


Tudo está à espera para ser descoberto em 'O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares', um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.

Mesmo lendo tantas resenhas a respeito desse livro, a primeira impressão que eu tive (mesmo antes de iniciar a leitura) era que o livro traria um pouco mais de suspense. De início foi de fato assim, porém no decorrer percebi que ele é mais aventura, e o lado cômico deu um toque todo especial.
Não poderia deixar de citar as fotos, não há quem bata o olho e pense se tratar de um livro de terror, rs. O fato é que essa história soube mexer com o nosso imaginário e as imagem colaboraram ainda mais para isso.

“Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo.” – Prólogo. 

Após passar anos pensando que seu avô Portman era maluco, Jacob presencia algo muito perturbador quando ele vem a falecer, além de um pedido desesperado em seu leito de morte. Depois de muita terapia com o Dr. Golan e de encontrar pequenas pistas nas coisas antigas que pertenciam a seu avô, Jacob embarca diretamente a ilha onde seu querido, e agora falecido vovô Portman crescera. Tudo isso em busca de resposta, na esperança de que toda aquela sensação de estar sendo seguido, ansiedade e pesadelos que começaram na noite da morte dele parassem de o perturbar.

Jacob vai até a ilha juntamente com seu pai (que também erá cético quanto as crenças do velho Portman), e ao chegar na pequena ilhota se deparam com um lugar preso no tempo, lugar onde o clima é instável, com muito nevoeiro, afastado, com poucos habitantes, muitos deles bastante hostis. 
Quando encontra a velha mansão onde era o orfanato, fica impressionado com as ruínas. Aquela casa quase tomada pela natureza, onde segundo os habitantes, nenhuma criança havia sobrevivido para contar história.

É aí que as coisas começam a não se encaixar, Jacob está sempre meio dividido, hora com vontade de desistir, hora se negando a ir embora sem desvendar os mistérios do passado do avô. 

E o mais legal, entre uma página e outra encontramos fotos reais que o autor emprestou de colecionadores para dar um ar de ainda mais mistérios em toda a trama.

Em uma de suas explorações no velho e destruído orfanato, Jacob encontra um baú velho com inúmeras fotos dos antigos órfãos que moravam ali, em dado momento leva um susto quando percebe que não está sozinho na casa... E o mais estranho, ele conhece aquelas crianças... 




Não quero dar spoilers desse livro, nem contar de mais. Por isso, vou parar por aqui e deixar que quem tenha se interessado e ainda não leu, procure para ler. Não vai se arrepender com certeza o livro é incrível gente. 

Eu andava com um pouco de azar nas minhas escolhas, não que não tenha gostado dos anteriores mas é que esse é um daqueles que prende de mais nossa atenção. Faz a nossa imaginação ir além!
O mais legal é que é um tipo de história capaz de agradar pessoas de qualquer idade.

O próximo volume da série é "Cidade dos Hetéreos" e eu já vou iniciar a leitura para saber como será o desenrolar das aventuras das crianças peculiares.


26 de setembro de 2016

DECORANDO AS UNHAS COM ESPONJA DE COZINHA

Olá pessoal, hoje tem uma dica muito simples e fácil para decorar as unhas



Já faz um tempo que uso essa técnica, sinceramente é tão fácil que até fiquei em dúvida se traria um post só sobre isso ou não. O fato é que o resultado é tão bonito que achei que valeria a pena sim compartilhar por aqui e vai que alguém ainda não conhece? Ou já conhece e nunca tinha testado?

Eu faço as minhas unhas sozinha já tem um tempo, não vou na manicure primeiro porque eu gosto de cuidar de mim mesma - não só as unhas mas cabelo, pele, enfim. Segundo porque sou daquelas meios chatas e tenho toque quando vou lixar as unhas, tem que ficar beeeem retinho sabe? Rs tenho pavor de unha torta...Aí no final das contas prefiro eu mesma fazer do meu jeito e ainda economizo uma graninha que posso reverter em produtinhos *-*

Para fazer essa técnica além dos produtos de costume, vamos precisa de uma esponja de cozinha, na qual iremos cortar para utilizar apenas um quadradinho, assim como na foto:



Eu costumo remover aquela parte mais grossa da espoja, mas é opcional, o importante é saber que nesse caso vamos utilizar apenas a parte amarela da esponja de louça.

As cores escolhidas foram:



- Amêndoa Real da Avon / Para fazer a filha única
- Café da Colorama
- Que Venha a Festa da Realce / Efeito nas pontas

Após esmaltar, é importante esperar que seque bem as camadas antes de “carimbar” a esponja com o esmalte de brilho.

Antes de carimbar com o esmalte da Realce


Agora vamos pegar o pedacinho de esponja que cortamos, vamos passar o esmalte na ponta com o próprio pincel e em seguida aplicamos sobre as nossas unhas, uma por uma. 

Eu optei por fazer mais na pontinha, mas você pode adaptar e fazer da forma que achar mais legal.
Pode carimbar com bastante calma e caso precise carimbar mais de uma vez não tem problema.








O resultado é lindo! Eu amo essa combinação de cores, deixa as unhas com um ar bem sofisticado.





Mas é claro que podemos combinar o que quisermos! Há muitas possibilidades, basta usar a imaginação.

E pra quem está curioso pra ver como está meu projeto “Chega de Alicate” estou firme e forte haha. Nas fotos dá para observar as cutículas ali, presentes, porém não estão me incomodando tanto quanto a algumas semanas, acho que finalmente estou me acostumando.

E esse foi minha dica de hoje, fácil né?
Se alguém reproduzir me marca ou me avisa pra eu poder ir ver :D


Beijos e até a próxima!! 


23 de setembro de 2016

PRIMAVERA | MINHA ESTAÇÃO FAVORITA



Olá pessoal, resolvi participar da blogagem coletiva lá da comunidade United Blogs no facebook. Entrei recentemente e estou adorando a troca de experiência, fui muito bem recebida e a interação entre os participantes é super legal, a comunidade é MUITO organizada, com regras que acho muito válidas. Lá todos são parceiros!

Na blogagem coletiva de Setembro eles deram a opção de 5 temas para escolhermos e quis trazer algo sobre a próxima estação do ano, a minha querida primavera.

Dia 23 de setembro começa a estação do ano que mais gosto! O clima, as flores, a passagem do inverno... Tudo culmina para dias onde eu me sinto muito mais animada, não sei explicar mas até para acordar cedo para trabalhar me animo mais haha.


E com toda essa disposição, trouxe os principais programas que gosto de fazer na estação, algumas até dão para fazer nas outras, porém acredito que depois de um longo inverno (como o daqui de Curitiba) todas as atividades corriqueiras pareçam mais legais e divertidas. Vamos lá?


PASSEIOS NO PARQUE



Quem não gosta de aproveitar uma tarde de sol para ir no parque? Seja para correr, fazer uma caminhada, dar uma volta com alguém especial... Eu amo! <3


LER E RELAXAR EM UMA SOMBRA BEM FRESQUINHA

Amo ler, isso não é segredo. Agora, ler numa sombra fresquinha bem tranquila sem pressa ou preocupação é uma sensação maravilhosa.




TOMAR SORVETE

Com certeza não tomo sorvete somente na primavera viciada haha. Mas as tardes de primavera são tão deliciosas que sair pra dar uma volta e passar na sorveteria, ou simplesmente sentar na calçada de casa saboreando um sorvetinho... Humm...Bom de mais.




ANDAR DE BICICLETA

Mesmo eu, que não sou fã ocídua de pedalar, nos primeiros sinais de dias com clima agradável penso ou em fazer uma caminhada ou sair pedalar. Sabe aquele final de tarde ensolarado mas que o sol já não está tão forte? É bem nesse momento que começo a me animar.




HAPPY HOUR

Esse é um daqueles casos que você pode estar lendo e pensando, que louca isso a gente faz sempre e em qualquer época do ano. 
Mas com o frio sinceramente é raro os dias em que eu não prefira chegar logo em casa, tomar um banho, jantar, ler meu livro ou assistir meu seriado, tudo assim... Bem tranquilamente.
Mas o fato é que a minha disposição para encarar um barzinho ou simplesmente se reunir com os colegas definitivamente aumenta com a chegada da primavera. 




PRAIA

Vida de Curitibano (e região) é um constante: "Esquentou um pouquinho vou correr pra praia", as vezes nem precisa estar tão calor assim. O fato é que praia é praia né? Conheço muita gente  que mesmo não gostando de água salgada e areia fica toda animadinha quando se fala em viajar pra lá... E depois de dias chuvosos, com frio, geada e dias cinzentos, o convite para curtir o mar e o sol parece sempre irresistível!




CUIDAR DAS FLORES E DAS PLANTINHAS

Esse não é pra todo mundo, não são todos que gostam e tem paciência, mas eu adoro. É uma terapia e mesmo não tendo muito tempo durante a semana pois trabalho fora, mexer com a terra e preparar um jardim pode ser extremamente terapêutico.




TIRAR FOTOS

Quer um cenário mais perfeito que a primavera? Fotos no inverno são bonitas, mas fotos na primavera são mais alegres, com mais cores e possibilidades. 



FAXINA DE PRIMAVERA

Costumo chamar assim aquela geral depois do inverno para lavar e aguardar todos aqueles casacos e roupas de frio. Luvas, cachecóis, cobertas pesadas... Gosto de deixar tudo arrumadinho e organizado para a nova etapa do ano.



E é isso, essas foram as minhas dicas de tudo que eu amo fazer na primavera, preparei com muito carinho.




Espero que tenham gostado,
Beijos e até a próxima!


21 de setembro de 2016

CUIDANDO DOS CABELOS COM MENOS DE R$ 10,00

  e arquivado em    

Hoje vim mostrar que é possível cuidar dos cabelos e ter fios macios e brilhosos mesmo na crise



A hidratação que eu vou mostrar hoje será a base de Yamasterol que é um produto que eu amo, super indico e já tem resenha dele no blog, se quiser conferir é só CLICAR AQUI.

É o verdadeiro creme multifuncional, não consigo ficar sem! Dá pra usar de várias maneiras inclusive, pode ser usado em todas as etapas do cronograma capilar batizados com outros produtos, por exemplo: Na hidratação Yamasterol + Bepantol, na nutrição: Yamasterol + óleo de cocô, na reconstrução: Yamasterol + queratina líquida.

Sua fórmula é rica em agentes hidratantes como o D-pantenol que é o precursor de uma vitamina vital para saúde da pele e dos cabelos, que é a pró-vitamina B5.

Juntamente com ele, vamos utilizar o soro fisiológico que é ótimo para cabelos sem brilho e ressecados, muita gente já testou e aprovou. Devido ao seu PH equilibrado, não altera os dos nossos fios durante a utilização.

Nessa receitinha que vou mostrar utilizei uma ampolinha de hidratação que achei na farmácia, da marca Skafe nunca ouvi falar, comprei ela para potencializar, mas antes dei uma olhada para ver se não tinha parafina líquida que faz um mal danado para os fios e indico que sempre antes de comprar qualquer produtinho fique de olho na composição.
Essa ampola é totalmente opcional, pode simplesmente utilizar apenas o Yamasterol e o soro.

Agora chega de blá blá blá né? Vamos lá!

PRODUTOS




PREPARO E APLICAÇÃO

Com os cabelos já lavados com um shampoo transparente, vamos começar pelo soro.
Eu não misturei o soro no Yamasterol pois se não ficaria uma mistura muito líquida e difícil de aplicar, então, com ajuda de um borrifador apliquei primeiro o sono em todo cabelo.
Não precisa aplicar até o cabelo ficar pingando.





Depois disso misturei a ampolinha de hidratação com o Yamasterol, apliquei em todo meu cabelo. Precisa deixar agindo por no mínimo uns 30 minutos.

Aí é só enxaguar com água de morna a fria e deixar secar naturalmente de preferência.
E meu cabelo ficou assim...



O resultado é um cabelo bem macio e brilhoso, eu não usei nenhum filtro nessa foto, apenas a luz natural (estava sol).

Gosto muito de me basear se a hidratação foi boa ou não medindo o resultado das minhas pontas, pois tenho o cabelo descolorido e as pontas são um caso sério para cuidar. E com essa hidratação as pontinhas do meu cabelo ficaram muito macias, parecia cabelo natural rs.



Recomendo muito essa hidratação que, além de baratinha tem um efeito excelente! Super indico a todas.

Espero que tenham gostado da dica de hoje.

Beijos e até o próximo post.


19 de setembro de 2016

RESENHA A GAROTA DO CALENDÁRIO: JANEIRO, FEVEREIRO E MARÇO

  e arquivado em    

Olá pessoal, a resenha de hoje será tripla!



Até porque acho que estou atrasada com a resenha desses livros, tem algumas amigas blogguers que já estão em junho, julho... Rs. Como acabei de terminar de ler os três vim correndo aqui deixar minhas considerações. Prometo tentar não dar muitos spoillers  no decorrer, os livros são curtos e se eu começar a me aprofundar muito sinto que acabarei contando mais do que devo, por isso vou comentar a minha opinião de cada um deles.

Estava bastante ansiosa para iniciar as leituras dessa série de livros que está sendo tão comentada. Já vi e li tantas resenhas que logo quis adquirir os livros e conferir de pertinho.


JANEIRO



SINOPSE: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

CONSIDERAÇÕES

Esse é o primeiro contato com a protagonista e com a história, Mia se vê obrigada a trabalhar para conseguir saldar e salvar a vida do pai. Nesse livro gostei mais dela, achei que uma personagem bem jovial, engraçada, digamos que me nesse primeiro momento a imagem que foi transmitida dela foi positiva.

A história em si acontece se maneira bem direta, até porque os livros são fininhos, vão direto ao ponto do jeitinho que eu gosto! Sobre Wes, seu primeiro cliente, consegui criar uma imagem dele com a descrição que o livro passa, um cara sexy e envolvente, torci bastante pelo relacionamento dos dois.

Temos também é claro as partes mais #hot, os detalhes das aventuras sexuais entre os dois de forma bem quente em minha opinião. Mas tenho que confessar que esse é o primeiro livro nesse estilo que estou lendo então não tenho uma base de comparação, só posso dizer que nesse gostei da forma que foi abordado.

Em uma escala de 0 a 10 eu daria nota 8,0.

FEVEREIRO


SINOPSE: Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.

CONSIDERAÇÕES

Mia deixa Wes e embarca para conhecer Alec, um artista que quer tê-la como musa para uma nova coleção de obras de arte. Aí é que a coisa começa a desandar digamos assim, pois não gostei de Fevereiro, por vários motivos.

Primeiro que ao contrário de Janeiro com Wes, nesse livro não consegui formar uma imagem de Alec, um artista bonitão que fala francês, juro que a cada vez que lia ele falando com aquele sotaque imaginava um gay, de verdade. Não consegui absorver o personagem, não consegui gostar dele.

O cenário desse volume é basicamente a casa de Alec e a galeria onde ele trabalha, não acontece nada de muito dinâmico sabe? Ficou naquela “mesmice” o tempo todo. Até os personagens são limitados, fica tudo girando em torno de Mia e Alec.
Mia tem uns ataques que para mim foram muito nada a ver... As cenas mais quentes foram bem detalhadas mas não salvou.

Em comparação a Janeiro, minha nota para o volume de Fevereiro seria um 6,0.

MARÇO


Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma noiva de mentira, mas ela está prestes a descobrir.

CONSIDERAÇÕES

Entre os três, esse foi realmente meu favorito. Aqui Mia se depara com uma situação totalmente inesperada e diferente dos anteriores, isso cria mais ação e emoção na trama, coisas acontecem! Diferente do livro anterior que achei muito monótono, nesse temos vários cenários diferentes, diálogos, muitos outros personagens.

Foi um livro, como eu disse, diferente pois abordou um tema bem delicado que envolveu não só seu cliente, mas sua família – principalmente a mãe.

[ALERTA DE SPOILES] Com certeza a melhor parte foi o retorno de Wes, como eu disse lá nas minhas considerações de Janeiro estou torcendo muito pelo romance entre eles.

Minha nota para esse foi volume de 0 a 10 foi 9,0.



O fato é que agora estou na maior indecisão, eu até que estou gostando das aventuras da Mia porém não me sinto tão loucamente impressionada e envolvida com a história, sabe?

Tanto que acho que darei um tempo para voltar a ler os demais volumes, ou até mesmo me decidir se continuarei a ler. Nesse intervalo vou dar início a outra leitura, de um estilo bem diferente.


Essas foram as minhas considerações, e vocês? Já leram? Estão gostando? Me contem nos comentários!







Curta nossa fanpage!